domingo, 9 de dezembro de 2012

FAZER DOS OUTROS ESTÚPIDOS

Se fosse Relvas a dizer mais uns disparates em público, já ninguém se admirava. Agora de professores e comentadores encartados, as pessoas esperam bom senso e um bocadinho mais.
Na Universidade Política do PSD (UPPSD), Marcelo ensinou que um herbívoro não pode ser carnívoro e vice-versa e, por isso, os apelos a Cavaco para submeter o Orçamento ao TC são absurdos e visam apenas o desgaste político. Como é quase certo que Cavaco, a exemplo da generalidade das pessoas, é omnívoro, o raciocínio de Marcelo é um sofisma.
Já Marques Mendes na mesma UPPSD apelou à afectividade e à pedagogia dos ministros do PSD, aconselhando-os a dizer que nos cortam nos vencimentos e nas pensões por que gostam de nós (fazendo lembrar o ditado popular aplicado noutro contexto afectivo "quanto mais me bates mais gosto de ti"). Para quem disse, na quinta-feira (na TVI24). que o Gaspar nos tratava como atrasados mentais não está mau.
   

Sem comentários:

Publicar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails
                    TEMAS PRINCIPAIS
AUSTERIDADE  -  CONTAS PÚBLICAS  -  CONTRATAÇÃO PÚBLICA  -  CORRUPÇÃO  -  CRISE FINANCEIRA  -  CULTURA  -  DESPORTO  -  DGEMN  -  DIA COMEMORATIVO  -  DIREITOS FUNDAMENTAIS  -  DÍVIDA PÚBLICA  -  EDUCAÇÃO  -  ECONOMIA & FINANÇAS  -  ESTADO DA NAÇÃO  -  ÉTICA  -  HABILITAÇÕES  -  HUMOR  -  JUSTIÇA  -  LEGALIDADE  -  NOMEAÇÕES  -  PATRIMÓNIO IMOBILIÁRIO PÚBLICO  -  PLANO INCLINADO  -  POLÍTICA  -  POLÍTICA CULTURAL  -  PRACE  -  PRINCÍPIO DA MELHORIA INCONTESTÁVEL  -  REABILITAÇÃO  -  TERREIRO DO PAÇO