sábado, 30 de abril de 2011

ONTEM GRANIZO TAMBÉM NO ALGARVE

O temporal de ontem, com precipitação de granizo e descida súbita de temperatura, para além da região de Lisboa, atingiu também Monchique, no Algarve.




BALSEMÃO DEFENDE COLIGAÇÃO MESMO QUE HAJA MAIORIA ABSOLUTA

Francisco Pinto Balsemão, em entrevista à SIC, defende governo integrando vários partidos, mesmo que haja maioria absoluta, com programa para um período superior a duas legislaturas.


PSD: PROGRAMA SÓ DEPOIS DO PACOTE DA "TROIKA"

Passos Coelho diz que o programa eleitoral que Sócrates apresentou esta semana não conta para nada e que só haverá programa do PSD depois do pacote da "troika".


Ligação: Desgoverno deve ser punido.

SILVA PEREIRA: CHEGA DE JOGAR ÀS CARTAS !

Em entrevista ao Expresso, Pedro Silva Pereira diz que o PSD impede que o País fale a uma só voz e que chega de jogar às cartas, a propósito da correspondência solicitando explicações das contas públicas, dos sociais democratas.
Por sua vez, Eduardo Catroga diz que o governo de José Sócrates devia ir a tribunal. O fartar vilanagem foi uma tragédia nacional.

REFER: 146,5 MILHÕES DE PREJUÍZO

A Refer, cujo objecto principal consiste no serviço público de gestão da infra-estrutura integrante da rede ferroviária nacional, registou um prejuízo de 146,5 milhões de euros em 2010, de acordo com o Relatório de gestão.
O total do passivo cresceu 787 milhões de euros, devido essencialmente ao aumento registado no passivo corrente - financiamento de curto prazo - para financiamento da atividade de investimento (que, em 2010, foi  de cerca de 329 milhões de euros, incluindo 6,7 milhões dirigidos à rede de alta velocidade).
Mais um contributo significativo do universo do sector empresarial do Estado para o défice das contas públicas. Reestruturação e responsabilização das administrações - algumas das quais nem contas anuais apresentam - ´são urgentes e inadiáveis.

sexta-feira, 29 de abril de 2011

TROVOADA EM LISBOA COM GRANIZO

Trovoada com granizo interrompeu o trânsito na zona norte da capital e cobriu de branco a zona de Benfica e Amadora. Veja os vídeos.





SÓCRATES QUERIA SUBSTITUIR TEIXEIRA

José Sócrates quis substituir Teixeira dos Santos na pasta das Finanças mesmo antes de começarem as negociações com o FMI, o BCE e a UE. E mandou perguntar a Belém se o Presidente daria o seu aval à exoneração imediata. Mas Cavaco Silva não esteve pelos ajustes. A saída de Teixeira dos Santos fragilizaria ainda mais a imagem de Portugal nas instituições e nos mercados internacionais. E o primeiro-ministro recuou.
(In semanário SOL online)

DESGOVERNO DEVE SER PUNIDO

Numa altura em que Sócrates intensifica acções de propaganda eleitoral demagógica, bem visível com a retórica da "cassete" de culpabilizar o PSD pela crise e com a encenação de ontem no forum da TSF, na sequência do lançamento do programa eleitoral do PS, ainda antes da conclusão da plataforma de entendimento com a "troika" (que - essa sim - vai determinar irremidávelmente a política portuguesa nos próximo anos), faz todo o sentido ter presente o comentário de Gomes Ferreira, quando foi feita a primeira revisão em alta do valor do défice 2010 para 8,6% (actualmente revisto em alta para 9,1%).


Ligação: Quem não fala verdade não pode governar

quinta-feira, 28 de abril de 2011

JAPÃO: NOVAS IMAGENS DO TSUNAMI

A Guarda Costeira do Japão divulgou novas imagens do tsunami que atingiu o país depois do terramoto de 11 de março, mostrando helicópteros, carros e aviões sendo arrastados pela onda gigante no aeroporto dde Sendai.


AS IDEIAS DA INICIATIVA MAIS SOCIEDADE

No Negócios da Semana, Gomes Ferreira debate com António Carapatoso e João Duque, a iniciativa Mais Sociedade.


GESTORES PÚBLICOS DEVEM SER RESPONSABILIZADOS

O Governador do Banco de Portugal traçou um quadro negro as finanças públicas nacionais e diz que gestores públicos devem ser responsabilizados.


quarta-feira, 27 de abril de 2011

ESTADO ADJUDICOU A EMPRESAS QUE NÃO EXISTIAM

Dezenas de entidades públicas assinaram nos últimos anos contratos por ajuste directo no valor global de cerca de 800 mil euros com empresas que ainda não tinham sido constituídas, revelou o novo serviço online Despesa Pública, site cuja conta foi suspensa cerca das 17h de hoje.
O site Despesa Pública (www.despesapublica.com), anunciado hoje e cuja conta foi suspensa horas mais tarde, foi lançado por um grupo de cidadãos no Dia da Liberdade, 25 de Abril, com o lema «Saiba onde, como e por quem é gasto o dinheiro dos contribuintes».
Cruzando dados oficiais da criação de empresas e dos ajustes directos (sem concurso público), o site permite chegar a «alguns resultados bastante curiosos e de carácter duvidoso», nomeadamente de contratos e adjudicações feitos por entidades da administração central, regional ou local a empresas ainda inexistentes ou criadas pouco dias antes.
A maior parte dos casos de adjudicações a empresas ainda não formalmente constituídas refere-se a contratos feitos com revisores oficiais de contas (ROC).

(Fonte: Semanário Sol ) .

HACKERS ACEDERAM A INFORMAÇÃO PESSOAL DA REDE PLAYSTATION

A divisão para os Estados Unidos da Sony divulgou ontem ter ocorrido o acesso abusivo, por piratas informáticos, a informação pessoal dos seus clientes, com conta de utilizador na rede PlayStation, que pode incluir informação pessoal relativa a cartões de crédito, nome, morada, e-mail, data de nascimento e palavras-passe.

Ligação: PlayStation Blog .

A ENCENAÇÃO DE SÓCRATES

Pacheco Pereira diz que Sócrates, no seu discurso político, tem construído um exercício de falsidade que nos levou ao desastre. E, o afastamento de Teixeira dos Santos das listas foi deliberado e pode consttuir um processo para o transformar num bode expiatório.


terça-feira, 26 de abril de 2011

NÃO HÁ AJUDA A PORTUGAL SEM PARTICIPAÇÃO DA FINLÂNDIA

Em entrevista à televisão estatal finlandesa YLE, o comissário europeu Olli Rehn sublinhou que a aprovação do fundo de resgate europeu a Portugal requer unanimidade dos países membros.
Segundo as leis finlandesas, o Parlamento tem de se pronunciar sobre qualquer plano de assistência a outros membros da União Europeia, devendo a decisão finlandesa ser tomada até 16 de Maio, altura em que os 17 países da zona euro deverão discutir e aprovar o pacote de ajuda a Portugal em Conselho Europeu.

PACHECO: OS PARTIDOS SÃO COMO OS CLUBES DE FUTEBOL

António Costa, Lobo Xavier e Pacheco Pereira, debateram na última edição de Quadratura do Círculo, com moderação de Carlos Andrade, a situação política, das listas às legislativas (da inclusão de Fernando Nobre à exclusão de Teixeira dos Santos e Luís Amado), às negociações com a "troika".
(Re)veja. Foi numa das últimas edições da "Quadratura", que o PS, pela voz de António Costa, começou a renegar Teixeira dos Santos...


BASÍLIO: É NORMAL MUDAR DE PARTIDO

Bem pode Basílio Horta dizer que é normal mudar de partido, do CDS (de que foi fundador) para o PS, mesmo que refira a compreensão de Freitas do Amaral, outro ex-CDS. Os cidadãos difícilmente compreenderão que um democrata-cristão (como Basílio se define) se sinta ideologicamente confortável no PS. A menos que a motivação seja outra ou, então, que os partidos sejam como os clubes de futebol.
Será que, qualquer dia, iremos ter Sócrates - que começou na JSD - no CDS/PP ?


ACIDENTE NUCLEAR DE CHERNOBYL FOI HÁ 25 ANOS

Na madrugada de 26 de abril de 1986, uma explosão no quarto reactor da central de Chernobyl, na Ucrânia, provocou o maior acidente nuclear da história, cujos efeitos ainda hoje se fazem sentir.
A central nuclear Vladimir Lénine de Chernobyl foi construída em 1976, na então União Soviética, e era a maior central nuclear do mundo, produzindo para além de energia eléctrica, plutónio para uso militar.




MARIDO DE UMA EX-DGEMN NA REVOLUÇÃO DOS CRAVOS

Fernando Brito e Cunha, marido da arquitecta ex-DGEMN Luísa Maria, foi entrevistado pela RTP Memória, a propósito da sua intervenção no 25 Abril de 1974.(Re)veja e conheça a história de um civil na revolução dos cravos.



segunda-feira, 25 de abril de 2011

LELLO: PRESIDENTE É FOLEIRO

Segundo o Público online, o deputado do PS José Lello qualificou como “foleiro” o Presidente da República, por este não ter convidado os deputados para as comemorações do 25 Abril, no Palácio de Belém.
As declarações foram publicadas na página do deputado no Facebook e são textualmente:. «Este Presidente é mesmo foleiro. Nem sequer convidou os deputados para a cerimónia do 25 Abril».


TEIXEIRA FICOU A NEGOCIAR

Segundo Sócrates, a ausência de Teixeira dos Santos da cerimónia comemorativa do 25 de Abril, no palácio de Belém, ficou a dever-se às negociações que o ministro das Finanças está a entabular com a "troika".


A opinião de Bagão Felix é diferente...



REGIME INCOMPATÍVEL COM EQUILÍBRIO DAS CONTAS PÚBLICAS ?

Se com o 25 de Abril 1974 se pôs termo ao Estado Novo e se instaurou um regime democrático e pluripartidário, foi também, a partir daí que a dívida pública também começou a crescer e chegou a valores próximos de 100% do PIB, conforme se pode ver pelo gráfico abaixo, retirado do blogue Desmitos do economista Santos Pereira.
A análise atenta do gráfico conduz-nos a uma interrogação pertinente: no nosso País, a democracia parlamentar será incompatível com o equilíbrio das contas públicas?

Dívida Pública Portuguesa nos últimos 160 anos em % do PIB

domingo, 24 de abril de 2011

QUEM NÃO FALA VERDADE NÃO PODE GOVERNAR

Pela segunda vez, este ano, foi revisto em alta o défice de 2010, agora de 8,6% para 9,1% do PIB, o que vai determinar (ainda) mais austeridade. Segundo o INE, estes números vêm na sequência do pedido de ajuda externa solicitado pelo nosso País, o que não abona muito a credibilidade do governo e nos deixa com a sensação de que, se não fosse a "troika" continuaríamos com números de défice irreais.
O impacto nas contas públicas das PPP, do BPN e do BPP foram questionados, em variadíssimas ocasiões (nomeadamente na Assembleia da República), pelos vários partidos da oposição, sem qualquer resposta, por parte do governo.
Os cidadãos têm direito a conhecer a real situação financeira do País e estão fartos de desculpas "esfarrapadas", como a alteração de normas de contabilização dos números. Independentemente da normativa, os encargos para os contribuintes com o BPN, com o BPP e com as PPP, por exemplo, existem e vão saír bem caros aos portugueses (aos do costume). E fica claro que, se os défices indicados pelo governo eram irreais, também eram irreais - e, portanto, inúteis e pura perda de tempo - os PEC's correspondentes, que os justificavam.
Afinal, quantos milhares de milhões de Euros é que vamos ter que pagar pelas PPP, 29.000, 49.000 ou 59.000 ? E esses contratos serão legais e equitativos ? Se não são - como a existência evidente nalguns de riscos só para o Estado - os contratos devem ser denunciados e considerados nulos, responsabilizando civil e criminalmente quem, em representação do Estado, os subscreveu. É hora de dizer, basta!


O comentário de Gomes Ferreira


sábado, 23 de abril de 2011

CONTRASTE

Enquanto o governo dava tolerância de ponto e o país - endividado e à beira da falência - ia de férias, a "troika" trabalhava no feriado e continuava a ronda de negociações.


sexta-feira, 22 de abril de 2011

TEIXEIRA, O MAU DA FITA

Que Teixeira dos Santos passou a ser o bode expiatório deste (des)governo basta ouvir João Proença (PS e UGT)... Será que a "política" terá que ser mesmo assim ? Ou Teixeira não devia ter cedido a Sócrates e devia ter chamado o FMI quando os juros da dívida soberana chegaram a 7% como declarou públicamente na TV ?


PSD MENOS À FRENTE

De acordo com um estudo de opinião da Eurosondagem o PSD continua à frente nas intenções de voto (36,3%), seguido de PS (32,7%), CDS (11,3%), CDU (7,8%) e BE (6,9%).


Comentário de Ricardo Costa


quinta-feira, 21 de abril de 2011

TEIXEIRA E AMADO FORA DAS LISTAS PS

Nas anteriores eleições legislativas, Luís Amado foi cabeça de lista por Leiria e Teixeira dos Santos "número dois" pelo Porto.
Vieira da Silva, coordenador do processo de elaboração das listas PS, justificou o afastamento do actual ministro dos Negócios Estrangeiros, que é membro do PS, por ele já há muito tempo ter manifestado vontade de não continuar com este tipo de intensidade e de inserção na vida política.
Já em relação ao actual ministro de Estado e das Finanças, Vieira da Silva disse que não se colocou a questão de Teixeira dos Santos ser convidado para integrar as listas.
Vieira declarou que todas as coisas na vida mudam, que as coisas começam e acabam e que é um acto normal ter acabado, o que, trocado por miúdos, quer dizer que Sócrates terá encontrado em Teixeira o bode expiatório para a desastrosa política financeira a que conduziu o país, e em Amado a cominação conveniente à discordância da linha política de confronto, seguida pelo grande líder.

OTELO DIZ QUE SUBALTERNIZAVA OS PARTIDOS

Acaba de lançar o livro "O Dia Inicial". Otelo lamenta a não comemoração do 25 Abril em sessão extraordinária da Assembleia da República. Mas diz que ele e a Associação 25 de Abril estão convidados para o Palácio de Belém, pelo Presidente da República. Revela que está preocupado com a actual crise do País, que pode levar a uma eclosão social.


quarta-feira, 20 de abril de 2011

SÓCRATES TRISTE COM DECLARAÇÕES DE FREITAS

José Socrates disse que não comentava... mas, lá foi dizendo que ficou triste e lamenta as recentes declarações de Freitas em entrevista à RTP.


terça-feira, 19 de abril de 2011

JUSTIÇA DEVE SER FINANCIADA ADEQUADAMENTE

Boaventura Sousa Santos, director científico do Observatório Permanente da Justiça (OPJ) falou da crise e disse que vai reunir com a troika na quarta-feira e defender que a Justiça deve continuar a ser financiada adequadamente.


SÓCRATES EM LEILÃO

Alguém resolveu leiloar o primeiro-ministro no portal leiloes.net :

(Imagem  de Leiloes.net)


Ligação: confira em Leilões.net .

NOTA: Entretanto, já depois da publicação deste post, no link acima aparece agora "O negócio que indicou não existe ou foi cancelado pelo Leiloes.net". Reveja quando a licitação ainda ia em 75 mil milhóes, no 31 da Armada. Veja também a notícia na Sábado e no Expresso.

ONTEM NA RTP: FREITAS ACUSOU SÓCRATES E TEIXEIRA

Em entrevista a Fátima Campos Ferreira, Diogo Freitas do Amaral dirigiu críticas contundentes a Sócrates e a Teixeira dos Santos, dizendo que se teria demitido se estivesse no lugar deste.
Ficaram nos nossos ouvidos estas afirmações:
  • Em Outubro de 2010, disse uma coisa muito acertada. No dia em que os juros da nossa dívida chegarem aos 7%, nós temos de recorrer à ajuda externa. Eu tenho de concluir que foi o primeiro-ministro que não deixou, porque o primeiro-ministro de repente começou a viver num mundo irreal, e Teixeira dos Santos, por solidariedade ou por amizade, submeteu-se;
  • Se fosse uma pessoa diferente podia ter pedido a demissão. Não fazem aquilo que eu entendo, eu não alinho. Era isso que eu faria. Portanto, eu tinha razão, e o primeiro-ministro estava enganado.
Freitas, que foi ministro dos Negócios Estrangeiros do primeiro Governo de Sócrates, defendeu também um futuro Executivo para Portugal o mais alargado possível.

(In Sócrates explicado e anotado - 31 da Armada)

Ligação: (Re)veja a entrevista completa aqui.

SALGUEIRO E A CRISE

O conhecido economista João Salgueiro comentou a crise financeira e a ajuda externa. (Re)veja com atenção, agora que a negociação política com a troica está a chegar ao fim.


segunda-feira, 18 de abril de 2011

BASÍLIO: CABEÇA DE LISTA DO PS E FUTURO MNE ?

Depois de Fernando Nobre ter surgido como cabeça de lista independente do PSD por Lisboa, foi agora a vez de Basílio Horta, fundador do CDS e candidato presidencial contra Mário Soares, ser anunciado como cabeça de lista do PS por Leiria.
Se bem que Nobre não seja militante de nenhum partido político (e seja mais conhecido pela sua militância humanitária), já Basílio - que sucede a Luís Amado na lista PS de Leiria - diz que é um democrata-cristão e que se sente melhor no PS do que no partido de que foi fundador.
A sua simpatia pelo PS vem de 2002, quando apoiou a candidatura de António Costa à Câmara de Lisboa, tendo, então, escrito ao presidente do CDS a pedir a suspensão ou a renúncia ao estatuto de militante. Paulo Portas nunca lhe disse nada, por amizade, mas, a partir daí, nunca mais teve nenhum contacto com o seu anterior partido.
Basílio, que é presidente do AICEP, confessa que tem estima e consideração por Sócrates, e que aceitou o cargo de cabeça-de-lista do PS, com gosto e vontade de voltar à política, não havendo nenhum compromisso para suceder, no ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE), a Luís Amado, actualmente um herege do socratismo, que declarou no congresso à TVI que o PS não tem obrigação de ir para o governo. Seria até bom que o PS fizesse a sua cura de oposição.
A serôdia conversão de Basílio Horta ao PS é bem evidente quando diz que não pensa que seja bom o PS fazer a sua cura de oposição e que ainda não sabe se o PS ganhará as eleições, mas promete fazer tudo para isso.
Se é patente uma certa ingenuidade política na candidatura de Fernando Nobre pelo PSD, que ressalta da sua notória independência e generosidade (que transparece da entrevista concedida ontem à RTP) e comprovada por uma vida dedicada à causa humanitária (através da AMI), já a candidatura de Basílio Horta, qual voo de fénix renascida nos antípodas, branqueando todos os seus antecedentes políticos - nomeadamente de fundador do CDS - não abonam coerência, nem convicção. A menos que os partidos políticos tenham gradualmente renunciado à sua ideologia política e se tenham transformado em autênticos clubes de futebol, em que o que interessa é ganhar a qualquer preço.

HOJE É DIA INTERNACIONAL DOS MONUMENTOS E SÍTIOS

O dia internacional dos monumentos e sítios tem como tema, proposto pelo ICOMOS, o Património Cultural da Água, promovendo o ICOMOS Portugal um seminário comemorativo no Museu de Etnologia.

A água originou um universo patrimonial vastíssimo e diversificado (paisagens litorais, fluviais e subaquáticas, o património náutico, o património arquitectónico e arqueológico, o património industrial, com uma vastíssima produção artística associada em todos os seus campos disciplinares). Portugal mantém ao longo da sua História uma relação excepcional com a água (de tantos rios e de tantos mares), os portugueses modelaram paisagens únicas (o Alto Douro Vinhateiro, ou o Pico, como exemplos de referência mundial), produziram cidades e arquitecturas icónicas de referência mundial, espalhadas por trinta outros países (fale-se do Porto ou de Lisboa, de Angra do Heroísmo ou de São Luís do Maranhão, de Paratti ou de Luanda, da Torre de Belém ou dos Jerónimos), assim como vastíssimas produções da arte de bem construir, em grandes sistemas ou em produções mais objectuais e utilitárias (como as grandes barragens e as pontes, os portos ou os aquedutos, moinhos de água, fontes e fontanários, fábricas, estâncias e termas, etc.). O tema escolhido para este Dia dos Monumentos e Sítios, convenhamos, cai em cheio dentro da nossa especificidade cultural e é uma excelente oportunidade de reflexão sobre a conservação deste vastíssimo património. À semelhança de anos anteriores, o ICOMOS irá colaborar estreitamente com o IGESPAR na organização das iniciativas e programações deste dia, e ambos convidam outras entidades públicas e privadas a associarem‐se a este evento.

domingo, 17 de abril de 2011

A JUSTIÇA DE CONDENAR POR RIMAR

Em Outubro de 2010, ocorria no tribunal cível de Lisboa o julgamento de uma empresa à beira da falência que tinha um débito, reclamado por uma empresa operadora de telemóveis, de 7 mil euros. O procurador a quem estava distribuído o processo chegou 20 minutos atrasado, porque, nessa manhã, o despertador do seu telemóvel não cumpriu as instruções do dono. Só que a juíza do processo, ciosa da sua pontualidade britânica, ditou para a acta uma chamada de atenção ao magistrado do Ministério Público (MP), que justificou em acta o lapso evidente e único com a recusa do telemóvel em despertar e juntou as 10 quadras, que criou durante a sua deslocação para o tribunal, no centro de Lisboa.
Se 20 minutos de atraso no início de um julgamento não são relevantes para os tribunais lusos, o Conselho Superior do MP, que apreciou a queixa da juíza Catarina, não pensou do mesmo modo e considerou a récita do procurador José uma incorrecção com o tribunal, aplicando-lhe uma pena de suspensão de 30 dias.
Pode pois concluir-se que, sendo Portugal um país de poetas, as récitas não podem entrar nos tribunais.

OS JUROS DOS "AMIGOS"

Se precisasse de dinheiro e os seus amigos lho emprestassem a uma taxa de juro superior à dos bancos, o leitor inferiria, no mínimo, que os seus amigos, afinal, não eram tão amigos como pensava. E, para não ficar com dúvidas, pedir-lhes-ia uma explicação que, provávelmente, seria que juros mais altos convenceriam melhor as respectivas consortes a conceder os empréstimos.
Parece que está a acontecer um caso idêntico com o nosso País, como se alcança das manchetes dos media deste fim de semana: o FMI quer que Portugal pague juros mais baixos e que a ajuda se prolongue por mais tempo, para atenuar efeitos recessivos na nossa economia; ao contrário, os nossos pareceiros da UE, pressionados pela opinião pública respectiva, pretendem juros mais elevados e menos prazo.
A posição dos nossos "amigos" europeus, com os precedentes da Grécia, da Irlanda e da Islândia, faz-nos pensar, sobretudo quando os nossos parceiros europeus têm retirado largas vantagens da União Europeia, alargando mercados e expandindo a sua economia, à custa dos países periféricos. 
Ora, oriundo da China - país que vai comprando a dívida pública americana e europeia -, há um provérbio que diz, que pior que os inimigos, são os falsos amigos. Agora, que surgiu em Portugal o portal Second Love para pessoas comprometidas, não será altura de Portugal e os outros parceiros intervencionados procurarem um "Second Love" para países comprometidos ?
Ou,  então, talvez evitando a hipocrisia, seja melhor irem logo para o divórcio, mesmo com os danos colaterais que a separação provoca nos conjuges.
  

CONVITE A FERNANDO NOBRE VISTO PELOS HOMENS DA LUTA

O convite a Fernando Nobre para ser candidato independente do PSD por Lisboa, foi satirizado pelos Homens da Luta. Sorria um pouco, que faz bem e ajuda a suportar a crise.




MINISTRO DESAUTORIZA MINISTRO

Segundo o deputado Frasquilho (PSD), o ministro Teixeira dos Santos, primeiro declarou que, a partir do final de maio, Portugal não tem recursos para fazer face aos compromissos assumidos em termos de financiamento e para as despesas correntes, mas que, agora, o ministro Silva Pereira, na altura em que revelou dados preliminares sobre a execução orçamental, disse precisamente o contrário.
Parece que existem dois responsáveis pelas Finanças, a situação do país é muito perplexa e as declarações do Governo sobre questões financeiras não são coerentes. Parece que existem dois responsáveis pelas Finanças, o ministro das Finanças e o ministro da Presidência, declarou Frasquilho à Lusa.
Não tem o deputado Frasquilho que se mostrar surpreendido. Declarações incoerentes e contraditórias são o pão nosso de cada dia da vida político-partidária nacional, a começar pelos nossos governantes. Ainda recentemente, muito pouco tempo antes de declarar o contrário, Sócrates dizia que não governaria com o FMI e que Portugal não precisava de ajuda financeira externa. Depois foi o que se viu.
Ao contrario do que diz Frasquilho, o Governo mostra, assim, unidade e coerência e dá o exemplo na cambalhota política. A culpa não é deles - como disseram Soares (em entrevista) e Sócrates (no congresso) -, mas de quem vota neles.

sábado, 16 de abril de 2011

PORTUGAL NÃO AGUENTA MAIOR NÍVEL DE DESEMPREGO

A crise financeira com a entrada do FMI e os "danos colaterais" estão na ordem do dia. O "Expresso da Meia Noite" reforçado com Miguel Beleza, Ribeiro e Castro, Rui Marques e José Reis em debate moderado por Ricardo Costa e Nicolau Santos, discute a crise.


PARA VENCER A CRISE: "SECOND LOVE" NA PONTA DOS SEUS DEDOS

Dirigido apenas para pessoas casadas ou num relacionamento sério, chegou a versão lusa do portal de encontros Second Love
O Second Love é um espaço virtual para comprometidos portugueses que queiram assumir que andam no engate.  Pode-se inscrever gratuitamente e criar o seu perfil. Para visualizar fotografias ou fazer contactos, deve possuir uma assinatura.
Neste site de relacionamentos pode criar o seu perfil com fotos e procurar pessoas que se adequem a si. Também pode enviar mensagens para encontros on-line e chat através do site. O Second Love analisa todas as assinaturas dos membros para que todas as informações sejam verdadeiras.

sexta-feira, 15 de abril de 2011

O CASO DO SMS MISTERIOSO

Pacheco Pereira revelou que os deputados do PSD receberam um SMS para não falar do PEC. (Re)veja edição de ontem do "Quadratura do Círculo", com as intervenções de Lobo Xavier, António Costa e moderação de Carlos Andrade.


62 MILHÕES PARA FAVORECIMENTO NA GRÉCIA E EM PORTUGAL

O Ministério Público alemão acusa a Ferrostaal de, através de um ex-administrador e de um ex-intermediário, ter pago, entre 2002 e 2007, 62 milhões de euros a titulares de cargos políticos portugueses e gregos, para ser favorecida na compra de submarinos.
Os presumíveis implicados, cujos nomes não foram revelados, deverão ser levados a tribunal nos próximos meses.

O SONO DO VICE-PRESIDENTE AMERICANO

Enquanto Obama discursava, Joe Biden, vice-presidente americano, seguiu o exemplo de um embaixador de Portugal em Timor e dormiu uma retemperante soneca...


DEBATE ELEVADO

António José Seguro e Telmo Correia debateram a actualidade com educação e elevação, na diferença. Ao que consta vão oferecer um manual de etiqueta e civilidade ao Grande Líder.
A (re)ver com atenção.


quinta-feira, 14 de abril de 2011

PORTUGAL PRECISA RECUPERAR A CREDIBILIDADE

Estela Barbot, consultora do FMI, comenta a crise financeira portuguesa, a nossa falta de credibilidade e conta a Gomes Ferreira, no Negócios da Semana, que o desentendimento entre partidos é divulgado lá fora, e que o incidente da entrada da delegação do PSD no congresso do PS foi manchete no estrangeiro.



quarta-feira, 13 de abril de 2011

BARROSO DIZ NÃO A EMPRÉSTIMO INTERCALAR

Durão Barroso,declarou hoje que não há qualquer hipótese de empréstimo intercalar e pede aos dirigentes políticos portugueses a maior responsabilidade.



OTELO: É POSSÍVEL NOVO 25 DE ABRIL

Otelo Saraiva de Carvalho diz que é possível novo "25 de Abril", se os militares perderem direitos, acrescentando, ainda, que, para derrubar um governo, como se viu há 37 anos, bastam 800 militares.


ADRIANO MOREIRA ALERTA PARA A POSSIBILIDADE DE AGITAÇÃO SOCIAL

Em entrevista à Rádio Renascença, Adriano Moreira diz que Cavaco devia intervir, usando o poder da palavra, para promover o entendimento dos partidos e alerta que a crise pode conduzir à agitação social, dado que a fome não é uma obrigação constitucional.


EM TEMPO DE CRISE BOM SENSO VAI IMPERAR

Sócrates vai receber, hoje, na residência oficial, em São Bento, os representantes dos partidos com assento no Parlamento, começando pelo PSD, às 9h30, seguido do CDS-PP, às 10h15.

Prevê-se que, na próxima segunda-feira, os responsáveis internacionais iniciem a negociação política com os partidos para o programa económico (PEC) a implementar.

terça-feira, 12 de abril de 2011

SITUAÇÃO DO PAÍS È GRAVÍSSIMA.

Medina Carreira analisa a situação do País. Veja e reveja.


DECLARAÇÃO DE FERNANDO NOBRE

A propósito da anunciada candidatura de Fernando Nobre, como candidato independente na lista do PSD por Lisboa, às próximas eleições legislativas, publicamos, a pedido de alguns leitores, a sua declaração na página do Facebook*, entretanto encerrada.

Aceitei o convite que me foi dirigido pelo Dr. Pedro Passos Coelho para ser candidato a deputado, com o estatuto de independente, para cabeça de lista por Lisboa e ainda para a minha indigitação como candidato a Presidente da Assembleia da República.
Foi uma decisão muito difícil.
Fi-lo depois de prolongada reflexão e ponderando com profundidade e seriedade todos os interesses atendíveis.
Depois da minha Candidatura Presidencial e da caminhada que comigo fizeram milhares de Portugueses, muitos desiludidos com a política e sequiosos de encontrar uma alternativa de Cidadania, não foi simples nem óbvio para mim encontrar a resposta justa e assertiva ao desejo que o Dr. Pedro Passos Coelho me colocou.
O País vive uma situação dramática, os tempos que nos aguardam são espinhosos e duros, estamos carecidos de rumo e é preciso encontrar plataformas de entendimento que nos permitam abrir os caminhos do futuro.
Não há mais tempo a perder. Não há mais tempo para esperar que os problemas se resolvam por si.
Eu acredito, e disso dei conta aos Portugueses, que todos temos o dever de participar.
O facto de termos o direito de sermos independentes não nos livra da responsabilidade de contribuir para o futuro colectivo.
Não era meu propósito ser deputado, e disso de resto dei público conhecimento em recente entrevista a um Semanário. Não era essa a via pela qual acreditava poder continuar a missão que me propusera.
Mas o projecto que me foi apresentado pelo Dr. Pedro Passos Coelho é bem mais amplo, para além de que preserva a minha autonomia e independência.
Pela primeira vez na história da Democracia Portuguesa, um Cidadão Independente, sem vínculo partidário, poderá contribuir, com a sua intervenção, na gestão da política, num lugar de tão grande relevância como é a Presidência do Parlamento.
Isso terá óbvias consequências no entendimento e credibilização da acção política, bem como será, espero, um estímulo para uma participação mais activa dos Cidadãos na vida política do País.
Tentarei com empenhamento total contribuir para a reconciliação dos cidadãos com a prática política, para que diminua a abstenção, e para que os Cidadãos voltem a acreditar que existe esperança, porque são possíveis práticas politicas alternativas.
Acredito nas intenções do Dr. Passos Coelho e revejo-me em muitos dos argumentos que me apresentou e no modelo que, em conjunto, idealizámos como uma via para ajudar a desbloquear o nosso sistema político que hoje está desfasado do País e da vida dos Portugueses.
Sei que poderei ser alvo de muitas incompreensões, de outras tantas críticas e até do desprezo de muitos, mas o que me determinou foi a convicção de que poderei servir o meu País e ser útil a Portugal.
Sou antes de mais um homem de acção e um patriota.
Serei um Presidente da Assembleia da República escrupulosamente respeitador das instituições e do Estado mas não renegarei nunca as minhas convicções, a minha vocação de humanista, e os valores e desígnios da Cidadania.
Acredito que, com trabalho e diálogo permanente com os grupos parlamentares, é possível reforçar a confiança dos Portugueses no seu Parlamento e estabelecer novas formas de relação com a sociedade civil.
Estou já a preparar um programa que submeterei aos futuros líderes parlamentares para gerar mais consensos, para reforçar o regime e a Democracia, para abrir novas oportunidades de auscultação e diálogo com os Cidadãos.
Terei uma intervenção activa, transparente e mobilizadora. Tudo farei para que o exemplo restitua a esperança e a esperança constitua um factor de unidade em torno da reconstrução de Portugal.
Não há nenhum compromisso que valha o papel em que foi escrito se esquecer o Povo como principal protagonista do esforço de desenvolvimento de Portugal.
Acredito que, mesmo quando os tempos parecem adversos e o caminho sem saída, os nossos problemas podem ser ultrapassados.
O que Portugal precisa é que se forme um sentimento de Justiça e Solidariedade para todos.
Independentemente das suas crenças e opções.
O que realmente necessitamos é que pessoas com opiniões diferentes se juntem, com respeito mútuo, para cooperar nas soluções dos nossos problemas.
Portugal e a Democracia não têm tempo a perder. Por isso aceitei este desafio. Mais uma vez com espírito de missão e de consciência tranquila, porque sinto que é hoje e não amanhã que devo servir o meu País.
Conto com todos os que comigo se têm genuinamente batido pela defesa dos direitos civis e sociais e por uma Cidadania activa que apresente soluções concretas para os problemas urgentes da nossa sociedade.
Esta não é a hora de estar calado e acomodado.
Nunca Portugal necessitou tanto que todos os Cidadãos assumam as suas responsabilidades e façam ouvir a sua voz.
Se todos nascemos livres e iguais em dignidade e direitos, não há tempo melhor que este para exercermos com determinação e responsabilidade os nossos deveres.
Foi a pensar nos que não têm voz e no futuro das novas gerações que tomei esta decisão.

Lisboa 10 de Abril 2011

Fernando Nobre
_______________________________
*Leia a notícia do Expresso online, sobre o fecho da página de FN no Facebook.

segunda-feira, 11 de abril de 2011

DELEGADOS DO FMI, BCE E UE JÁ CHEGARAM A PORTUGAL

Segundo noticia o Público, uma delegação de dez técnicos do FMI, BCE e da União Europeia já chegou a Portugal para negociar as medidas de austeridade e encontra-se, desde o início da manhã, no Banco de Portugal (BdP), onde tem estado reunida, com quadros superiores do BdP.

FOI PEDIDO O RESGATE

Bom, dado o que está em causa é tão só o futuro dos nossos filhos e a própria sobrevivência da democracia em Portugal, não me parece exagerado perder algum tempo a desmontar a máquina de propaganda dos bandidos que se apoderaram do nosso país. Já sei que alguns de vós estão fartos de ouvir falar disto e não querem saber, que sou deprimente, etc, mas é importante perceberem que o que nos vai acontecer é, sobretudo, nossa responsabilidade porque não quisemos saber durante demasiado tempo e agora estamos com um pé dentro do abismo e já não há possibilidade de escapar.
Estou convencido que aquilo a que assistimos nos últimos dias é uma verdadeira operação militar e um crime contra a pátria (mais um). Como sabem há muito que ando nos mercados (quantos dos analistas que dizem disparates nas TVs alguma vez estiveram nos ditos mercados?) e acompanho com especial preocupação (o meu Pai diria obsessão) a situação portuguesa há vários anos. Algumas verdades inconvenientes não batem certo com a "narrativa" socialista há muito preparada e agora posta em marcha pela comunicação social como uma verdadeira operação de PsyOps, montada pelo círculo íntimo do bandido e executada pelos jornalistas e comentadores "amigos" e dependentes das prebendas do poder (quase todos infelizmente, dado o estado do "jornalismo" que temos).
Ora acredito que o plano de operações desta gente não deve andar muito longe disto:
  1. Narrativa: Se Portugal aprovasse o PEC IV não haveria nenhum resgate. Verdade: Portugal já está ligado à máquina há mais de 1 ano (O BCE todos os dias salva a banca nacional de ter que fechar as portas dando-lhe liquidez e compra obrigações Portuguesas que mais ninguém quer - senão já teriamos taxas de juro nos 20% ou mais). Ora esta situação não se podia continuar a arrastar, como é óbvio. Portugal tem que fazer o rollover de muitos milhares de milhões em dívida já daqui a umas semanas só para poder pagar salários! Sócrates sabe perfeitamente que isso é impossível e que estávamos no fim da corda. O resto é calculismo político e teatro. Como sempre fez.
  2. Narrativa: Sócrates estava a defender Portugal e com ele não entrava cá o FMI. Verdade: Portugal é que tem de se defender deste criminoso louco que levou o país para a ruína (há muito antecipada como todos sabem). A diabolização do FMI é mais uma táctica dos spin doctors de Sócrates. O FMI fará sempre parte de qualquer resgate, seja o do mecanismo do EFSF (que é o que está em vigor e foi usado pela Irlanda e pela Grécia), seja o do ESM (que está ainda em discussão entre os 27 e não se sabe quando, nem se, nem como irá ser aprovado).
  3. Narrativa: Estava tudo a correr tão bem e Portugal estava fora de perigo mas vieram estes "irresponsáveis" estragar tudo. Verdade: Perguntem aos contabilistas do BCE e da Comissão que cá estiveram a ver as contas quanto é que é o real buraco nas contas do Estado e vão cair para o lado (a seu tempo isto tudo se saberá). Alguém sinceramente fica surpreendido por descobrir que as finanças públicas estão todas marteladas e que os papéis que os socráticos enviam para Bruxelas para mostrar que são bons alunos não têm credibilidade nenhuma? E acham que lá em Bruxelas são todos parvos e não começam a desconfiar de tanto óasis em Portugal? Recordo que uma das razões pela qual a Grécia não contou com muita solidariedade alemã foi por ter martelado as contas sistematicamente, minando toda a confiança. Acham que a Goldman Sachs só fez swaps contabilísticos com Atenas? E todos sabemos que o engº relativo é um tipo rigoroso, estudioso e duma ética e honestidade à prova de bala, certo?
  4. Narrativa: Os mercados castigaram Portugal devido à crise política desencadeada pela oposição. Agora, com muita pena do incansável patriota Sócrates, vem aí o resgate que seria desnecessário. Verdade: É óbvio que os mercados não gostaram de ver o PEC chumbado (e que não tinha que ser votado, muito menos agora, mas isso leva-nos a outro ponto), mas o que eles querem saber é se a oposição vai ou não cumprir as metas acordadas à socapa por Sócrates em Bruxelas (deliberadamente feito como se fosse uma operação secreta porque esse aspecto era peça essencial da sua encenação). E já todos cá dentro e lá fora sabem que o PSD e CDS vão viabilizar as medidas de austeridade e muito mais. É impressionante como a máquina do governo conseguiu passar a mensagem lá para fora que a oposição não aceitava mais austeridade. Essa desinformação deliberada é que prejudica o país lá fora porque cria inquietação artificial sobre as metas da austeridade. Mesmo assim os mercados não tiveram nenhuma reacção intempestiva porque o que os preocupa é apenas as metas. Mais nada. O resto é folclore para consumo interno. E, tal como a queda do governo e o resgate iminente não foram surpresa para mim, também não o foram para os mercados, que já contavam com isto há muito (basta ver um gráfico dos CDS sobre Portugal nos últimos 2 anos, e especialmente nos últimos meses). Porque é que os media não dizem que a bolsa lisboeta subiu mais de 1% no dia a seguir à queda? Simples, porque não convém para a narrativa que querem vender ao nosso povo facilmente manipulável (julgam eles depois de 6 anos a fazê-lo impunemente).
Bom, há sempre mais pontos da narrativa para desmascarar mas não sei se isto é útil para alguém ou se é já óbvio para todos. E como é 5ª feira e estou a ficar irritado só a escrever sobre este assunto termino por aqui. Se quiserem que eu vá escrevendo mais digam, porque isto dá muito trabalho.
Henrique Medina Carreira.

LANÇADO O YOUTUBE LIVE

O YouTube, apresentou nesta sexta-feira o YouTube Live, um serviço destinado a transmissões ao vivo via internet, um sistema que é acessível através de http://www.youtube.com/live e inclui ferramentas para busca de conteúdos, assim como um calendário com os eventos ao vivo que estão programados no site.
Veja mais no YouTube blog.

MOTORISTA DE SÓCRATES EMPURRA REPORTÉRES

Repórteres de imagem foram empurrados pelo motorista e seguranças de Sócrates. Confira.


PASSOS COELHO: VOTAR PS É ARRUINAR O PAÍS

Passos Coelho diz que votar PS é apostar na ruína total do País.


Discurso de encerramento do congresso de Sócrates


domingo, 10 de abril de 2011

NOBRE CABEÇA DE LISTA DO PSD POR LISBOA

Fernando Nobre, ex-candidato às últimas presidenciais, vai ser o cabeça de lista* do PSD às próximas eleições legislativas, defrontando Ferro Rodrigues, que será o cabeça de lista do PS por Lisboa, anunciado por Sócrates no congresso do PS.
Nobre poderá estar também indigitado para ser candidato do PSD a presidente da próxima Assembleia da República.

_________________________________
*Anunciou, há momentos, Pedro Passos Coelho na sua página do Facebook.

AS VOZES DISSONANTES

Rómulo Machado* e Ana Gomes foram vozes dissonantes. Rómulo Machado disse no Congresso aquilo que só os cegos não vêem: Sócrates não tem condições políticas para governar. Em vez da encenação não era melhor o PS apresentar um novo projecto político baseado na nova realidade decorrente da assistência finaceira internacional ? Por muito que se fale em democracia e se diga que quem manda é o povo, actualmente quem manda são os credores que nos emprestam o dinheiro.
Ana Gomes sabe que ignorar a realidade e persistir no erro tem custos políticos elevadíssimos. Por isso, não se esqueceu de erros ao longo da governação socrática, que conduziram o País à difícil situação actual, como o caso BPN...






_____________________
*Rómulo Machado pertence, dentro do PS, à corrente de opinião Esquerda Socialista e é membro da Comissão Nacional do PS (Veja a sua intervenção de 30 de Janeiro).

A CONSAGRAçÃO DO GRANDE LÍDER ZÉ

Afinal, a proximidade das eleições modificou a natureza do evento. Isto não é um congresso. É um comício minuciosamente preparado. E com o tributo sempre presente ao Grande Líder.
Veja as intervenções de Vitorino e António Costa. Como será quando o PS perder as eleições ?





sábado, 9 de abril de 2011

DESGRAÇARAM O PAÍS

Alberto João Jardim diz que Sócrates e Teixeira dos Santos desgraçaram o País.


OPOSIÇÃO EM BLOCO ACUSA SÓCRATES DE MENTIROSO E IRRESPONSÁVEL

O PSD, pela voz de Miguel Relvas, considerou como desesperado o discurso de Sócrates no XVII Congresso do PS.


Represntantes dos quatro partidos da oposição foram unânimes a condenarem.
(Re)veja.


Sugestão: Reveja o nosso post Soares dos Santos aponta o caminho para o País, mas sem Sócrates. Saiba porquê.

SÓCRATES VEIO DE MARTE PARA O CONGRESSO

Quarenta e dois minutos depois do previsto, J. Sócrates fez um discurso completamente irrealista no XVII Congresso do PS, sempre com a cassete de culpar o PSD e os outros partidos da oposição pela crise.
Ora, quem governou o País nos últimos seis anos e duplicou o défice foi Sócrates. Governar assim é um crime que deve ser sancionado pela política, pela ética e pelos tribunais. A menos que hoje, em Portugal, o crime compense e as pessoas não tenham vergonha.
Confira, se tiver paciência, a arte de Sócrates a lavar o cérebro aos seus camaradas e aos portugueses.



sexta-feira, 8 de abril de 2011

MINISTROS EUROPEUS APELAM A ENTENDIMENTO ENTRE PRINCIPAIS PARTIDOS PORTUGUESES

Em decaração* emitida hoje, em Gödöllö (Hungria), os ministros do Eurogroup e do ECOFIN, pedem aos principais partidos políticos portugueses para rapidamente chegarem a acordo sobre o programa de ajustamento que terá como ponto de partida o conjunto de medidas anunciado pelas autoridades portuguesas a 11 de Março.
Os ministros do Eurogroup e do ECOFIN também incentivam os partidos portugueses a formarem um novo Governo depois das próximas eleições com a capacidade de adoptar totalmente as medidas de consolidação orçamental e reformas estruturais.



____________
*Leia o texto completo, em inglês, aqui.

CONGRESSO DO PS: SÓCRATES VAI EXPLICAR O "BLUFF" ?

Segundo a manchete do Sol, de hoje, Sócrates andou a fazer "bluff" sobre o empréstimo, quando escondeu que negociou o PEC4, em Bruxelas, e simultâneamente assumiu também o compromisso de pedir uma ajuda externa de 80 mil milhões de euros.
Tem, pois, razão Ana Gomes, ao achar que o XVII Congresso Nacional do PS, que começa hoje, vai ser diferente do que os socráticos estavam a prever. Se, antes do pedido de ajuda externa, Ana Gomes achava que o congresso ia ser uma demonstração de unidade do PS, depois desta decisão, diz que é difícil avaliar o impacto que vai ter nos militantes. Muitos socialistas estão desorientados, indignados e perplexos, lamentando a falta de capacidade do poder político de resistir ao poder económico.
Sócrates discursará hoje, às 20 horas, e fará, com os seus apoiantes, tudo para criar um clima de unanimidade voltado para as eleições e para continuar a culpar o PSD e a restante oposição pelo pedido de ajuda financeira externa.

As melhores de Sócrates* antes do "bluff"


Ligação: Não tenho o talento e as qualidades que um PM deve ter, Sócrates dixit. Veja em Crise chega também ao humor.
_________________________
*Segundo o blogue 31 da Armada.

A QUADRATURA DA CRISE

(Re)veja o debate de ontem, moderado por Carlos Andrade, onde António Costa, Pacheco Pereira e Lobo Xavier discutem o pedido de ajuda financeira.


quinta-feira, 7 de abril de 2011

ROUBINI: A GRANDE QUESTÃO É ESPANHA

Nouriel Roubini, professor da Universidade de Nova Iorque e um dos economistas que previu a crise financeira mundial, afirmou, ontem, à Bloomberg que a grande questão não é Portugal - que é muito pequeno -, mas antes se o problema pode contagiar, dentro de algum tempo, também Espanha, um país que é grande demais para falhar, mas também grande demais para ser salvo.


A ENCENAÇÃO

Televisões captaram em directo a pose de Sócrates a preparar-se para a comunicação ao País.



SOARES DOS SANTOS APONTA O CAMINHO PARA O PAÍS

O Presidente do Grupo Jerónimo Martins foi ao Negócios da Semana, de Gomes Ferreira, e opina que o Governo já devia ter pedido ajuda externa há muito tempo.
Considerando a degradação da situação financeira de país, Alexandre Soares dos Santos sugere que o Presidente da República deve promover o entendimento entre os partidos antes das eleições e é contundente em relação a Sócrates.


quarta-feira, 6 de abril de 2011

SÓCRATES ANUNCIOU PEDIDO DE AJUDA FINANCEIRA

Às 20h38, em declaração no Palácio de S. Bento, Sócrates anunciou aos portugueses o pedido de ajuda à União Europeia.


PORTUGAL VAI (FINALMENTE) PEDIR AJUDA EXTERNA: PM FAZ COMUNICAÇÃO AO PAÍS ÀS 20 H

O país foi irresponsavelmente empurrado para uma situação muito difícil nos mercados financeiros. Perante esta difícil situação, que podia ter sido evitada, entendo que é necessário recorrer aos mecanismos de financiamento disponíveis no quadro europeu em termos adequados à actual situação política. Tal exigirá, também, o envolvimento e o comprometimento das principais forças e instituições políticas, disse o ministro Teixeira dos Santos, há minutos, ao Jornal de Negócios.
Entretanto, foi anunciado que Sócrates fará uma declaração ao País, às 20h00, tendo, ainda, sido convocado um conselho de ministros extraordinário.

"HOMENS DA LUTA" PREPARADOS PARA IR A BRUXELAS

Os "Homens da Luta" foram à apresentação da moção de recandidatura de Sócrates ao congresso do PS. (Hotel Sheraton, 26 de Fevereiro de 2011) e estão disponíveis para ir agora, a Bruxelas, solicitar o empréstimo para Portugal, em substituição do PM.


A URGÊNCIA DE UM EMPRÉSTIMO INTERCALAR

Pedro Guerreiro do Jornal de Negócios comentou, ontem na RTPN, o corte de "rating", a emissão de dívida prevista para hoje (mil milhões de euros) e os crescentes pedidos de um empréstimos intercalar.


Ricardo Salgado defende pedido de empréstimo externo urgente



DEPÓSITOS NÃO ESTÃO AMEAÇADOS

A crise da dívida suscita normalmente duas questões. Será que os nossos depósitos estão ameaçados? Como é que as agências de rating fazem recomendações ?
Conheça as respostas dadas pela Agência Financeira na TVI24.


terça-feira, 5 de abril de 2011

SEDES CONSIDERA MÁ ALTURA PARA ANTECIPAR ELEIÇÕES

Luis Campos e Cunha, dirigente da SEDES, diz que timings das eleições e de tomada de posse do novo governo são demasiado extensos e que as eleições deveriam permitir aos partidos uma alternativa de governo maioritária para o País. Veja as suas declarações à SICN e leia o apelo do Grupo de Trabalho sobre Política Financeira e macroeconomia da SEDES.

SANTOS FERREIRA: ASSISTÊNCIA EXTERNA É URGENTE

Bancos cortam crédito ao Estado e o Presidente do BCP diz que Portugal precisa de um apoio financeiro imediato, através da Comissão Europeia.


E se FMI entrar em Portugal ?



PM CONTINUA A AFASTAR FMI

Em entrevista à RTP, Sócrates continuou a recusar a intervenção do FMI e voltou a acusar a direcção do PSD e Passos Coelho de ter incorrido num “erro trágico de avaliação” ao rejeitar o PEC4.


As reacções à entrevista


LOCALIZADOS CORPOS E DESTROÇOS DO VOO RIO PARIS

Em conferência de imprensa realizada ontem, o Bureau d'Enquêtes et Analyses (BEA) divulgou as primeiras imagens de destroços do Airbus 330-203, que fazia, a 1 de Junho 2009, o voo 447 da Air France, que mergulhou no mar a caminho de Paris, matando todos os 228 passageiros e tripulantes a bordo.

Os investigadores do BEA não especificaram a posição exacta da área em que estão destroços e corpos para protegê-la, devendo a recuperação de peças e dos corpos começar dentro de 3 semanas, numa operação suportada pelo Governo francês e que vai custar, segundo "Le Figaro", cerca de 6 milhões de euros.

segunda-feira, 4 de abril de 2011

OBAMA RECANDIDATOU-SE A 2012

No mesmo dia em que mostrou também o vídeo de inicio da sua campanha, Barack Obama começou a preparar os documentos para lançar a sua candidatura de 2012, e usando a Internet como principal meio de comunicação.



O QUE MERKEL NÃO SABE SOBRE SÓCRATES

José Sócrates não consegue viver sem inimigos. Depois do Presidente da República, do PSD, dos "mercados" e do FMI, esta semana arranjou um novo: os jornalistas que têm a impertinência de fazer perguntas sobre a crise. Na conferência de imprensa que deu no fim do Conselho Europeu, levantou o dedo, bateu com a mão na mesa e acusou os repórteres que o questionavam de estarem "do lado dos especuladores" e de "pretenderem apenas enfraquecer a posição portuguesa".

Se este exercício delirante de autoritarismo fosse feito apenas em São Bento, não haveria grandes problemas, uma vez que os portugueses já se habituaram a dar-lhe uma importância relativa. Mas, desta vez, estavam na audiência jornalistas estrangeiros, que seguramente tomaram este comportamento exótico como mais uma demonstração de fraqueza de um Governo que está a esgotar a sua capacidade de resistência.

O ministro das Finanças também tem ajudado a criar essa imagem de desespero. Depois de ter passado os últimos anos a garantir que os contribuintes portugueses não pagariam 1 cêntimo por causa do resgate do BPN, admitiu agora que, afinal, é preciso cobrir um buraco de 2 mil milhões de euros. Não o fez num ataque súbito de sinceridade - fê-lo pressionado pelo Eurostat, que, por causa de truques como este, obrigará Portugal a rever a previsão do défice. Além do BPN, os prejuízos das empresas públicas de transporte levarão esse valor para 8%, sendo que o Governo tinha falado em 7,3% e, depois de uma execução orçamental "extraordinária", reduziu esse valor para uns surpreendentes 6,9%.

Como se vê, a colecção de inimigos imaginários do Governo não pára de crescer. O mais desejado, porém, ainda terá de esperar. Para já, tem que lhe obedecer, mas se a chanceler Merkel continuar a ser derrotada nas eleições no seu país e a perder força política, José Sócrates não hesitará em juntá-la à lista de aliados do FMI.

A Direcção

(In Editorial da Revista Sábado nº361)

Nota: Este editorial foi publicado também em alemão, sob o título "Was Merkel nicht über Sócrates weiss". A chanceler Merkel não sabe que o primeiro-ministro precisa de inimigos para sobreviver e que, logo que possível, vai juntá-la à lista de aliados do FMI. Fica aqui o aviso também em alemão.(sic).


domingo, 3 de abril de 2011

DECÁLOGO DAS SOCRATINICES

  1. "Quando acho que tenho razão, também sou um animal feroz."
    Autobiografia numa frase lapidar proferida à "Única" quando era ainda apenas candidato à liderança do PS, julho de 2004.
  2. "Quem teme tempestades acaba a rastejar. Eu não temo tempestades."Citando os clássicos (Horácio) para se defender das notícias sobre alegadas irregularidades na sua licenciatura pela Universidade Independente, abril 2007.
  3. "Porreiro, pá."
    O regozijo pela assinatura do Tratado de Lisboa, expresso de forma coloquial enquanto abraçava Durão Barroso, outubro 2007.
  4. "É uma espécie de Tintim: para ser usado dos 7 aos 77 anos."
    Promovendo os computadores Magalhães, que erigiu como o grande símbolo da aposta do seu governo nas novas tecnologias, durante a cimeira ibero-americana, outubro 2008.
  5. "Aquilo não é um telejornal, é uma caça ao homem, um telejornal travestido."
    A fúria em palavras, dirigidas contra Manuela Moura Guedes, e as notícias no seu "Jornal de 6ª", da TVI, sobre o alegado licenciamento ilegal do Freeport, abril 2009.
  6. "Isto não é Amorim nenhum, é a classe média !"
    Indignação com as propostas do BE para o fim dos benefícios fiscais, num debate televisivo, com Francisco Louçã, durante a campanha para as legislativas, setembro 2009.
  7. "Manso é a tua tia, pá."Áparte para Francisco Louçã, num registo indiscreto das câmaras da SIC, durante um debate quinzenal na Assembleia da República, abril, 2010.
  8. "São precisos dois para dançar o tango."
    O acordo com o PSD para a viabilização do PEC2 provou mesmo ser só uma metáfora e de curta duração, maio 2010.
  9. "O mundo mudou."
    Explicação cabal, se não mesmo cabalística, para as medidas de austeridade que, pouco tempo antes, tinha garantido que não seria necessário tomar, maio 2010.
  10. "Apresentei ao Senhor Presidente da República a demissão do cargo de Primeiro-Ministro."
    Toalha ao chão, 6 anos, 1 mês e 3 dias, depois de ter sido eleito, março 2011.

    (In Revista Única do Expresso, 2 Abril 2011)

SÓCRATES: O PLANO FALHADO E A ESTRATÉGIA PARA O ÚLTIMO "ROUND"

Na véspera de apresentar o PEC4 aos portugueses, o gabinete do PM tinha gizado à risca um plano para o dia em que a UE ia finalmente decidir a flexibilização do fundo de emergência europeu (FEF):
  1. Às 9 da manhã, Teixeira dos Santos divulgaria o novo plano de austeridade;
  2. A meio da manhã, Oli Rehn, comissário europeu das finanças, elogiava as medidas do governo português;
  3. No final da cimeira, Barroso e Trichet faziam uma comunicado conjunto na mesma linha.
O plano era quase perfeito. Se a Europa aplaudia o novo PEC, o PSD não tinha alternativa. Foi aqui que tudo correu mal. Aqui e em Belém, porque desprezar Cavaco Silva é um erro. Sócrates devia saber isso.

Assessorado por uma das maiores empresas de relações públicas do mundo*, a Kreab & Gavin Anderson, Sócrates, ao contrário de 2005 e 2009, já não tem programa: a narrativa é construída ao ritmo dos outros, sobretudo dos erros dos outros. Na cartilha de Sócrates, as últimas semanas explicam-se em quatro frases: o FMI é mau; eu estava a fazer tudo para que Portugal não recorresse ao FMI; a oposição deitou tudo a perder; o FMI vem aí e tudo será pior.  
Confira a intervenção de ontem.


(Fontes: Revista Única do Expresso e SIC Notícias)
___________________
*Um serviço provávelmente pago pelo erário público.

NUNCA FOI INDIGNIDADE PEDIR AJUDA INTERNACIONAL

António Barreto afirmou que os partidos já há muito deveriam ter encontrado soluções para a crise e que dizer que é indignidade pedir ajuda internacional é pura demagogia.

sábado, 2 de abril de 2011

ENTREVISTA COM FILHO DE BIN LADEN

Henrique Cymerman, correspondente da SIC em Israel, entrevistou filho de Bin Laden, que abandonou o pai dias antes do 11 de Setembro.


NÃO É NENHUMA INDIGNIDADE RECORRER AO FMI

Hoje quem manda é a senhora Merkel e um pouco o senhor Sarkozy, porque ela precisa do Sarkozy e o Sarkozy obdece ao que ela diz, disse Mário Soares na sua intervenção no debate de um ciclo Grandes Debates do Regime, que decorreu ontem no Porto.
Soares afirmou, ainda, não ser daqueles que têm muito medo do FMI e recordou que, enquanto primeiro-ministro, teve de recorrer a ele duas vezes e que Portugal resolveu os seus problemas.
Também Freitas do Amaral, que esteve no mesmo debate, desdramatizou a intervenção do FMI, dizendo que não é nenhuma indignidade recorrer ao FMI.




sexta-feira, 1 de abril de 2011

CONGRESSO DO GOL ESTE FIM DE SEMANA

Realiza-se nos próximos dias 2 e 3 de Abril o XIII Congresso do Grande Oriente Lusitano – Maçonaria Portuguesa. Os temas em debate serão:
  • Constituição do GOL
  • Maçonaria e Sociedade
Este Congresso visa ser – como os anteriores – uma ocasião para todos os maçons poderem debater e reflectir, não só sobre as grandes questões da sua vida interna, mas também da sua relação com a sociedade e o mundo.
As jornadas de trabalho são exclusivamente para membros do GOL e decorrem no Palácio Maçónico, havendo, na noite de dia 2, um jantar de gala, no Hotel Costa da Caparica.

HOJE É DIA DAS MENTIRAS

Hoje devia ser um dia muito especial, mas como estamos habituados a ouvir mentiras todos os dias, acaba por não ser. Talvez por isso, tenha sido difícil acreditar que hoje Portugal tenha colocado 1,645 mil milhões de euros num leilão extraordinário de dívida (que se vence daqui a 15 meses) mais do que os 1,5 mil milhões que estavam previstos, com uma taxa média de 5,793%(abaixo de 6,4%, taxa a que os títulos estavam a ser negociados no mercado).


Ligação: "Love the way you lie" tem versão portuguesa.


ESTUDO DE OPINIÃO DÁ VITÓRIA A PSD

Um estudo de opinião realizado pela Eurosondagem dá vitória eleitoral a PSD (29,5%). PS (24,1%), CDS/PP (8,5%), CDU (6,7%) e BE (6,1%) vêm a seguir.

FALSAS HABILITAÇÕES SÃO CADA VEZ MAIS TRIVIAIS

Os casos de curiculos adulterados com falsas habilitações académicas e de exercício ilegal de profissão - punido pelo código penal, como usurpação de funções - vão sendo cada vez mais vulgares, sem que os infractores sejam objecto do correspondente processo crime, como seria normal num país civilizado.
Agora, surgiu o caso do administrador da empresa pública CTT Marcos Batista, um ex-sócio do secretário de Estado Paulo Campos*, que declarou no currículum que é licenciado pelo Instituto Superior de Economia e Gestão (ISEG).
Marcos Afonso Vaz Batista, em comunicado interno, apresentou "o pedido de suspensão sem remuneração do mandato de Vogal de Administração dos CTT - Correios de Portugal SA e de todos os cargos ocupados neste âmbito, com efeito imediato", afirmando que o faz por "por razões de foro pessoal. Tendo sido surpreendido por dúvidas sobre a minha formação académica, creio que devo pedir a suspensão das minhas funções até ser possível clarificá-las".
O administrador indiciado de adulterar o curriculum acrescenta: "Devo referir que sempre estive convencido que o meu percurso académico com 8 anos de frequência universitária e elevado número de cadeiras concluídas, em mais do que um plano de estudos curriculares, correspondesse a um curso superior à luz das equivalências automáticas do Processo de Bolonha. Solicitei, por isso, hoje ao ISEG a devida avaliação curricular".
Os cinco administradores dos CTT - Correios de Portugal, S.A. foram nomeados, para o actual mandato, pelo Aviso nº9268/2010, publicado no Diário da República 2ª série nº89, de 7 de Maio 2010, em que o administrador em causa se apresenta como licenciado em economia, com remuneração anual auferida, em 2009, de 211.011,80 euros.

___________

*Ligação: "Experiência em gestão" ditou nomeação de dois ex-sócios do secretário de Estado, os nossos artigos sobre habilitações .

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails
                    TEMAS PRINCIPAIS
AUSTERIDADE  -  CONTAS PÚBLICAS  -  CONTRATAÇÃO PÚBLICA  -  CORRUPÇÃO  -  CRISE FINANCEIRA  -  CULTURA  -  DESPORTO  -  DGEMN  -  DIA COMEMORATIVO  -  DIREITOS FUNDAMENTAIS  -  DÍVIDA PÚBLICA  -  EDUCAÇÃO  -  ECONOMIA & FINANÇAS  -  ESTADO DA NAÇÃO  -  ÉTICA  -  HABILITAÇÕES  -  HUMOR  -  JUSTIÇA  -  LEGALIDADE  -  NOMEAÇÕES  -  PATRIMÓNIO IMOBILIÁRIO PÚBLICO  -  PLANO INCLINADO  -  POLÍTICA  -  POLÍTICA CULTURAL  -  PRACE  -  PRINCÍPIO DA MELHORIA INCONTESTÁVEL  -  REABILITAÇÃO  -  TERREIRO DO PAÇO