sábado, 19 de maio de 2012

REMINISCÊNCIAS DO 'LÁPIS AZUL'

Na segunda sessão do julgamento do deputado Ricardo, que é acusado do crime de atentado à liberdade de imprensa, o arguido disse que premeditou "surripiar" os gravadores dos jornalistas da revista Sábado com o escopo de os apresentar à Justiça como prova e que, ao evitar que a entrevista fosse publicada, estaria a defender o exercício público de um direito.
Melhor prática que esta, da "liberdade de imprensa", só mesmo a do ministro Adjunto e dos Assuntos Parlamentares, Miguel Relvas, ao tentar "convencer" a jornalista Maria José Oliveira a não publicar uma notícia sobre o caso das "secretas".

Ligações: O PÚBLICO e as pressões de Miguel Relvas; O deputado coleccionador de gravadores.


Sem comentários:

Publicar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails
                    TEMAS PRINCIPAIS
AUSTERIDADE  -  CONTAS PÚBLICAS  -  CONTRATAÇÃO PÚBLICA  -  CORRUPÇÃO  -  CRISE FINANCEIRA  -  CULTURA  -  DESPORTO  -  DGEMN  -  DIA COMEMORATIVO  -  DIREITOS FUNDAMENTAIS  -  DÍVIDA PÚBLICA  -  EDUCAÇÃO  -  ECONOMIA & FINANÇAS  -  ESTADO DA NAÇÃO  -  ÉTICA  -  HABILITAÇÕES  -  HUMOR  -  JUSTIÇA  -  LEGALIDADE  -  NOMEAÇÕES  -  PATRIMÓNIO IMOBILIÁRIO PÚBLICO  -  PLANO INCLINADO  -  POLÍTICA  -  POLÍTICA CULTURAL  -  PRACE  -  PRINCÍPIO DA MELHORIA INCONTESTÁVEL  -  REABILITAÇÃO  -  TERREIRO DO PAÇO