sexta-feira, 14 de junho de 2013

O ÚLTIMO HOMEM DO SÉCULO XIX

Viu sucederem-se 20 presidentes nos Estados Unidos e 4 imperadores no Japão. Teve possibilidade de ser um dos primeiros a ler o J'accuse...! de Zola, em L'Aurore ou as primeiras edições de Júlio Verne. Pôde ter andado no primeiro metro de Paris, ver a morte da imperatriz Sissi ou o nascimento de Louis Aragon. O último homem que viveu no século XIX morreu a 12 de Junho, com 116 anos e 54 dias.
A edição nipónica do Wall Street Journal conta a vida de Jiroemon Kimura, nascido em 1897, e que conheceu os antecessores dos seus 13 trinetos. Em Dezembro 2012, entrou duas vezes para a História, ao tornar-se o homem mais velho do mundo e ao tornar-se o homem mais velho de sempre, batendo o record anterior de longevidade de 115 anos e 252 dias, detido por Christian Mortensen, que morreu em 1998. 
Mas, há Jeanne Calment, uma francesa que viveu mais de 122 anos. E há mais 19 mulheres que viveram no século XIX: 10 nasceram em 1900, 8 em 1899 e, a mais velha, Misao Okama, nasceu a 5 de Março de 1898, com 115 anos e 100 dias. 
Quanto ao homem mais velho do mundo, é, agora, James McCoubrey, de acordo com o Gerontology Research Group. O americano, nascido em 13 de Setembro 1901, tem hoje 111 anos e é, apenas, a 32ª pessoa mais idosa do mundo. Tem ainda uma pequena margem para chegar à marca simbólica dos 115, já que Jiroemon Kimura foi o terceiro homem da história a atingir esta marca, segundo o Guinness.

Sem comentários:

Publicar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails
                    TEMAS PRINCIPAIS
AUSTERIDADE  -  CONTAS PÚBLICAS  -  CONTRATAÇÃO PÚBLICA  -  CORRUPÇÃO  -  CRISE FINANCEIRA  -  CULTURA  -  DESPORTO  -  DGEMN  -  DIA COMEMORATIVO  -  DIREITOS FUNDAMENTAIS  -  DÍVIDA PÚBLICA  -  EDUCAÇÃO  -  ECONOMIA & FINANÇAS  -  ESTADO DA NAÇÃO  -  ÉTICA  -  HABILITAÇÕES  -  HUMOR  -  JUSTIÇA  -  LEGALIDADE  -  NOMEAÇÕES  -  PATRIMÓNIO IMOBILIÁRIO PÚBLICO  -  PLANO INCLINADO  -  POLÍTICA  -  POLÍTICA CULTURAL  -  PRACE  -  PRINCÍPIO DA MELHORIA INCONTESTÁVEL  -  REABILITAÇÃO  -  TERREIRO DO PAÇO