sábado, 17 de setembro de 2011

PECADO MORTAL DE JARDIM

O Governo foi ontem informado pelo Instituto Nacional de Estatística e pelo Banco de Portugal de que, relativamente à Madeira, tinham ocorrido falhas, irregularidades graves, na ausência de comunicação para efeitos quer de défice excessivo e de acordos de renegociação de dívida que ocorreram desde 2004, dclarou Passos Coelho, em Paris, à saída do encontro com Sarkozy.
E exprimiu a sua perplexidade pela situação: o que se passou desde 2004 na Madeira é uma irregularidade grave, que não tem compreensão.

Alberto João Jardim imitou Sócrates, em relação à política de endividamento público. E imitou boa parte dos nossos políticos, com o "milagre" da Madeira. É que fazer figura de rico sem posses, pode dar votos e notoriedade (no imediato), mas acaba por dar muito mau reultado (em definitivo), como temos visto.
   

Sem comentários:

Publicar um comentário

LinkWithin

Related Posts with Thumbnails
                    TEMAS PRINCIPAIS
AUSTERIDADE  -  CONTAS PÚBLICAS  -  CONTRATAÇÃO PÚBLICA  -  CORRUPÇÃO  -  CRISE FINANCEIRA  -  CULTURA  -  DESPORTO  -  DGEMN  -  DIA COMEMORATIVO  -  DIREITOS FUNDAMENTAIS  -  DÍVIDA PÚBLICA  -  EDUCAÇÃO  -  ECONOMIA & FINANÇAS  -  ESTADO DA NAÇÃO  -  ÉTICA  -  HABILITAÇÕES  -  HUMOR  -  JUSTIÇA  -  LEGALIDADE  -  NOMEAÇÕES  -  PATRIMÓNIO IMOBILIÁRIO PÚBLICO  -  PLANO INCLINADO  -  POLÍTICA  -  POLÍTICA CULTURAL  -  PRACE  -  PRINCÍPIO DA MELHORIA INCONTESTÁVEL  -  REABILITAÇÃO  -  TERREIRO DO PAÇO